A “fundação universal de Dharma”de Mindfulness-based Stress Reduction. A não dualidade e influências do budismo Mahayana no trabalho de Jon Kabat-zinn

Autor: Ville Husgafvel

A discussão sobre as raízes budistas das práticas contemporâneas de mindfulness é dominada por uma narrativa que considera a tradição Theravada e o ‘movimento neo-vipassanā’ baseado no Theravada como a principal fonte de influências budistas em Mindfulness-Based Stress Reduction (MBSR) e Mindfulness Based Progrmas (MBPs). Este preconceito Theravada falha em reconhecer as significativas influências budistas Mahayana que informaram o trabalho pioneiro de Jon Kabat-Zinn na formação do programa MBSR. Nos textos de Kabat-Zinn, a “base universal do Dharma” da prática da atenção plena é baseada nos ensinamentos pan-budistas sobre as origens e a cessação do sofrimento.

Embora os métodos MBSR derivem de abordagens vipassanā baseadas em Theravāda e de Mahāyāna não dual, a base filosófica de MBSR difere significativamente das visões Theravāda. Em vez disso, os princípios característicos e percepções da prática MBSR indicam semelhanças significativas e continuidades históricas com os ensinamentos Zen / Sŏn / Thiền e Dzogchen tibetano contemporâneos baseados em desenvolvimentos doutrinários dentro do Budismo Mahayana indiano e do leste asiático.

Podes ler aqui o PDF deste estudo…

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Fonte: Academia.edu