O que enfermeiras precisam saber sobre as perspetivas Budistas do cuidado no fim-de-vida e sobre a morte

Os profissionais de cuidados paliativos, em particular os enfermeiros, entendem que é crucial prestar cuidados culturais e religiosos apropriados aos moribundos enquanto atendem às suas necessidades físicas.

Este artigo fornece uma visão geral resumida dos diferentes tipos de budismo e das principais crenças dos budistas, principalmente em torno do sofrimento e da morte.

Explora o impacto de algumas das práticas atuais de cuidados em fim de vida da perspectiva budista, com ênfase nos objetivos, crenças e práticas budistas no momento da morte. Descreve a importância do planeamento de cuidados avançados, particularmente no que diz respeito ao uso de anestesia, sedação paliativa e quaisquer requisitos dietéticos especiais. Observa que, independentemente do plano de cuidados avançados, os enfermeiros devem continuar a avaliar as necessidades do paciente e, em discussão com a família, administrar medicamentos e proporcionar um ambiente que ajude o budista a alcançar seus objetivos espirituais.

Destaca a importância do meio ambiente para alcançar esse objetivo, principalmente porque o praticante budista desejará usar práticas não farmacêuticas, como meditação e canto, para terminar a última meditação antes da morte.

O artigo fornece orientação sobre como os enfermeiros podem garantir uma boa morte para o budista moribundo e para a sua família ou entes queridos, especialmente na área de escolha no tratamento terminal da dor e na terapia de cuidados paliativos.

Podes fazer download do PDF aqui…

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Fonte: Academia.edu